RTV BRASIL seu guia de notícias online

Serviço da Oi deixa a desejar na cidade de Jequié na Bahia.

Serviço da Oi deixa a desejar na cidade de Jequié na Bahia.


Serviço da Oi deixa a desejar na cidade de Jequié na Bahia.

Vários clientes da operadora Oi vêm reclamando do serviço de telefonia e internet em Jequié. Alguns usuários contaram à reportagem da RTV Brasil que por diversas vezes a Oi Velox tem trazido prejuízos por conta da lentidão da internet. Segundo Laís: “A Internet está instável e muito lenta, foram contratados 5mb e só chegam 0,94mb, caindo o sinal constantemente. Falei com diversos atendentes, inclusive com um técnico, de forma diária, mas o problema continua.”

Em razão das falhas ocorridas com o serviço de telefonia fixa na cidade e, sobretudo com a internet, já passou do tempo da Câmara de Vereadores e Prefeitura buscarem informações junto a empresa para evitar novas falhas e cobrar por soluções. 

A telefonia fixa influencia diretamente na vida das pessoas e também com o comércio de Jequié e região, pois muitos se sustentam com as tele entregas, muitas das compras são feitas também via cartões de débitos ou crédito, entre outros.

A Justiça Federal determinou, em decisão liminar (provisória), que a Oi/Telemar Norte Leste deixe de praticar a “venda casada” de seu serviço de internet banda larga (Oi Velox). A determinação ainda pede que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) fiscalize a empresa e cobre medidas para coibir a prática. A liminar foi expedida em janeiro deste ano. Segundo a decisão, que acata pedidos de uma ação ajuizada em setembro do ano passado pelo MPF, a empresa de telecomunicações deve encerrar, no prazo de 60 dias a contar da sua intimação, a venda casada do produto Oi Velox com qualquer outro produto da empresa, em especial o serviço de telefonia fixa. A Justiça determinou também que a Anatel fiscalize a empresa e imponha as sanções cabíveis para corrigir a prática, considerada ilegal e abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor e por uma resolução da agência reguladora. O MPF atestou que a Oi faz a venda casada a partir de consulta ao site da Oi/Telemar, em diligências nos seus postos de atendimento e com simulação de contratação do serviço de internet por meio do chat da empresa. Segundo o procurador da República Tiago Rabelo, “a Oi continuou a realizar a venda casada mesmo após reiteradas penalidades que lhe foram aplicadas, e a ANATEL permaneceu omissa, compactuando com o descumprimento da lei”.

 

RTV Brasil com informações da internet - André Bomfim


Galeria de fotos

Comentários:

Mais Posts Relacionados

Ùltimas # Notícias

© 2017 - Copyrights RTV BRASIL. Todos os direitos reservados